SAJ: Empresário é baleado após reagir a assalto em seu estabelecimento

O empresário Dilson Madeira, proprietário da  joalheria Madeira Joias, situada na Praça Félix Gaspar,  foi baleado na tarde desta sexta (06) quando reagiu a um assalto no seu estabelecimento.

O proprietário foi  socorrido pela população e levado para o Hospital Regional de Santo Antonio de Jesus. Segundo o boletim médico,  Dilson Madeira não corre risco de vida  mesmo tendo sido atingido por três tiros.

Os bandidos entraram normalmente no local, anunciaram o assalto, subtraíram do estabelecimento correntes de ouro depois de ter deflagrado os tiros contra o proprietário.  A polícia está à procura dos bandidos que saíram tranquilamente pelas ruas da cidade.  Vale ressaltar que essa já é a terceira vez que  a joalheria é assaltada. Blog do Valente.

SAJ: Hospital Luiz Argolo paralisam atividades por tempo indeterminado; afirma Sindsaúde

Os funcionários do Hospital e Maternidade Luís Argolo em Santo Antônio de Jesus estão cada vez mais impacientes e indignados com os atrasos no salário de modo que está sendo realizada na manhã desta quinta-feira (29) uma manifestação no local a fim de fazer com que o poder público se mobilize para resolver a causa.

A  funcionária Maria de Lurdes, contou que há vários meses os servidores não receberam o dinheiro, “ainda completa mais um ano sem receber o 13º salário e gostaríamos de saber dos órgãos competentes o porquê dessa situação, pedimos ajuda do governo, para resolver a situação, pois não é possível ficar durante mais um ano trabalhando sem receber, com dívidas e contas atrasadas, ou seja, a dificuldade é grande”, disse.

Lene Santos, outra servidora comentou que o protesto é necessário visto que as férias, salário estão atrasados. “Nós não podemos nos calar, se não vai virar uma verdadeira ‘baderna’, como já está se tornando. Precisamos de respostas, pois do jeito que está não dá pra ficar. Hoje nós cruzamos os braços decididamente por causa do descaso”, declarou.

Sindsaúde: O Sindsaúde (Sindicato dos trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia) também está apoiando a causa. Cosme Souza, um dos diretores do órgão se sente também indignado com os atrasos e contou que foi relatado que o salário de dezembro iria sair hoje. Continuar lendo

Santo Antonio de Jesus: Lixão um afronto às condições humanas

As condições de vida de quem mora no entorno do local, são as piores que se possa imaginar.

Um problema grave que nem mesmo a legislação federal aprovada recentemente deu conta e o para que os municípios tratem com mais responsabilidade os resíduos sólidos se estende por mais um período, indicando a incapacidade administrativa que existe na gestão pública brasileira.

Em Santo Antonio de Jesus, município com mais de cem mil habitantes e maior do Recôncavo Baiano, ostenta tão somente a condição de maior comércio da Bahia, fora isso, o município não se destaca no esporte, na saúde, educação e muito menos em saneamento básico.

As condições sub-humanas dos moradores que estão no entorno do aterro sanitário localizado às margens da BA 046 são deploráveis e basta passar de carro na rodovia que o cheiro forte deixa qualquer um em estado de náuseas, imagine conviver com aquela fedentina 24 horas por dia, e todos os dias?. Criativa Online.

Santo Antônio de Jesus: Motoristas pedem a retirada de veículo abandonado

Um veículo Fiat modelo Strada de placa OUG 4384 e de cor branca, está abandonado próximo a um frigorífero em Santo Antonio de Jesus, no Recôncavo Baiano, na estrada que liga ao município de Varzedo, o carro foi deixado no local após se envolver em um acidente, desde a segunda-feira (12).

Outros motoristas que trafegam pelo local podem a retirada do automóvel, pois metade do carro ainda está na pista podendo causar outro acidente. Criativa On Line.

SAJ: Hospital Maternidade Luiz Argollo, pode fechar as portas a qualquer momento com dívidas de R$ 12 milhões

O Hospital Maternidade Luiz Argollo, em Santo Antônio de Jesus, pode fechar a qualquer momento com dívidas de R$ 12 milhões.

De acordo com a Defensoria Pública da Bahia, a unidade sofre desde julho de 2014 com irregularidades na gestão patrimonial, financeira e contábil, o que compromete o repasse de verbas à maternidade. A Defensoria Pública da Bahia e a Defensoria Pública da União tentam garantir na Justiça Federal a manutenção das atividades.

No último setembro, o defensor público Maurício Moitinho, da 6ª Regional, instaurou um Procedimento de Apuração de Dano Coletivo (PADAC) depois de ser procurado pelo presidente do Conselho Municipal de Saúde da cidade, Marcos Lessa. Denúncias sobre falta de atendimento, má gestão das verbas recebidas e pagamentos em atraso foram analisadas por um grupo misto de trabalho.

Após a apuração, verificou-se que o hospital não cumpre as metas mínimas de atendimentos de obstetrícia, pactuados pelo SUS através de recursos públicos do município de Santo Antônio de Jesus e outras 32 cidades.

Paralelo à ação na justiça federal, as instituições ingressaram ainda com uma representação junto à Controladoria Geral da União para que apure as irregularidades identificadas. “No trabalho de apuração que fizemos, tentamos entender por que o hospital deve tanto, embora receba recursos públicos há tanto tempo”, explicou Maurício Moitinho. Continuar lendo